Tumblelog by Soup.io
Newer posts are loading.
You are at the newest post.
Click here to check if anything new just came in.
emagrecer63

Como Navegar Pela Web


Como Elaborar Uma Página De Vendas Com Video


Olá, me interessei no assunto, pois que tenho um terreno em declive e a todo o momento achei que aterrar é desperdício de espaço e dinheiro. Imagino em fazer uma edícula com escolha de expansão para ser a moradia principal. É um terreno de 12X32m (384m²) com declive de 1,70, onde pretendo fazer quartos em pequeno e uma cozinha conjugada com área para churrasco acima deles. Uma indecisão é: a impossibilidade de fazer banheiros abaixo do nível da rodovia não torna os quartos “antipráticos” principalmente à noite?


Outra ideia que tenho é a de fazer uma casa o mais próximo possível do ecologicamente correto, com cisternas que acumulem água das chuvas e utilizar tijolos de solocimento. O que me sugeriria? Olá Érico, divertido que tenha se interessado, de fato é penoso fazer o convencimento do freguês que aparecia aterrar terrenos em declive pra possuir uma residência alta e imponente!


Menos difícil seria se comprasse logo um terreno em aclive! Prazeroso é um belo lote este seu, mas não entendi a impossibilidade de fazer banheiros abaixo da rua? Teu esgoto e águas pluviais não descem para o lote de miúdo em sistema de servidão? Quartos sem banheiros realemente NÃO oferece!


Olha como seu declive é nanico! Os casos que citei anteriormente são pra terrenos com 3 m de declive ou mais. Construção ecológica se baseia em diversos aspectos, você poderá ter partes ecológicas e algumas não. Não adianta muito construir em solo cimento se para vir o instrumento até a obra, irão ser consumidos fretes e diesel pra ser transportados. O melhor equipamento é aquele que conseguirá ser feito no local, se a terra é sensacional poderá ser feito em solo cimento, se tiver pedras, utilizar as pedras, e respectivamente com outros objetos nativos. E sobre isto armazenamento de água é uma fantástica pedida, gera um investimento grande no começo entretanto costuma se pagar ao longo de cinco a 10 anos. “O solo-cimento é um utensílio obtido por intermédio da mistura homogênea de solo, cimento e água, em proporções adequadas e que, depois de compactação e cura úmida, resulta num objeto com características de durabilidade e resistências mecânicas determinadas. Este objeto de construção vem completar boa quantidade das necessidades de instalações econômicas pela maioria das regiões rurais e suburbanas no Brasil.


  1. Dicas Receber Dinheiro

  2. 16/09/2010 às 21:Quinze

  3. Aproximadamente nenhum farmácia de manipulação no Brasil utiliza a web da maneira correta

  4. cinco Não dê aos visitantes diversas opções



O exercício do solo-cimento no Brasil vem, desde 1948, ajudando pela euforia de tais necessidades, encontrando-se hoje já bastante difundido. A presente intercomunicação relata aspectos técnico-econômico-sociais de alguns anos de serviço com esta modalidade de construção na CEPLAC/EMARC-UR. Nesses quase 25 anos de experiência pela região cacaueira, esclarecem-se obras no meio rural e urbano, em característico a construção de uma creche com 1.240 m2 em Juçari-Ba, sendo a segunda maior obra de solo-cimento no Brasil. A principal aplicação do solo-cimento em habitações populares no meio urbano é a construção de paredes monolíticas. O solo-cimento poderá ainda ser empregado pela construção de fundações, pisos, passeios, muros de contenções, barragens e blocos prensados.


O solo-cimento vem se consagrando como tecnologia escolha por dar o principal componente da mistura - o solo - em abundância pela natureza e normalmente acessível no recinto da obra ou próxima a ela. O recurso construtivo do solo-cimento é muito descomplicado, podendo ser muito rapidamente assimilado por mão-de-obra não qualificada.


Oferece boas condições de conforto, comparáveis às construções de alvenarias de tijolos cerâmicos, não oferecendo condições para instalações e proliferações de insetos prejudiciais à saúde pública, atendendo às condições mínimas de habitabilidade. É um material de bacana resistência e perfeita impermeabilidade, resistindo ao desgaste do tempo e à umidade, facilitando a sua conservação. Os solos adequados são os chamados solos arenosos, ou melhor, aqueles que apresentam uma quantidade de areia na faixa de 60% a 80% da massa total da amostra considerada.

Tags: blog

Don't be the product, buy the product!

Schweinderl